BLOG

Hospital de amor de Barretos, Tracan faz campanha Solidária

Há muito tempo Artur Monassi sonhava com uma ação que envolvesse Case IH, Agrishow e o Hospital de Câncer de Barretos (hoje Hospital de Amor). A primeira tentativa, há quatro anos, esbarrou na questão do tempo, mas ele não desistiu. Pessoalmente assumiu a missão de ligar essas três pontas. No final de 2017 conseguiu junto à Agrishow a parceria necessária para desenvolver uma campanha dentro da feira. Com a Case IH foi mais fácil, a doação de um trator estava apenas esperando o momento certo para acontecer. Já com o Hospital, a Tracan há muito tempo tem sido parceira e colaboradora.

Doação do Trator Farmall 80

Artur, como presidente da Abracase, Associação Brasileira dos Distribuidores Case IH, organizou antes da Agrishow uma visita às instalações do Hospital de Amor de Barretos. Reuniu a diretoria da Case IH e da Abracase, além de representantes de revendas de várias partes do país. A doação do Farmall 80, cabinado, foi concretizada naquela mesma ocasião. Foi um dia especial e emocionante, porque o grupo conheceu parte do trabalho da maior instituição oncológica filantrópica do Brasil.

 

A ação estava só começando, Artur Monassi já havia imaginado uma maneira de multiplicar o valor do Farmall 80: uma rifa que alcançasse todo o Brasil, cujo lançamento aconteceria na Agrishow. E assim foi. Com a autorização da Caixa Econômica Federal a rifa com 50 mil números começou a ser divulgada na própria feira.

 

A entrega simbólica das chaves do Farmall 80 aconteceu no estande da Case IH durante a Agrishow, mas a ação vai até setembro. A Abracase comprometeu-se, junto com seus associados, a trabalhar na divulgação e venda dos números em todas as regiões do Brasil. Nos 27 estados brasileiros onde existem revendas Case IH a Campanha está a todo vapor.

 

A Tracan tem se empenhado de forma especial, comprometeu-se com a venda de dois mil cupons da rifa e tem feito ações especiais em todas as cidades onde atua. A Campanha é muito maior do que vender uma rifa, é a divulgação de uma causa em favor da vida.

 

O trabalho começou na Agrishow, quando a Tracan levou de Barretos-SP um Farmall 80 para ficar exposto, durante a feira, no shopping Iguatemi, de Ribeirão Preto-SP. Cada filial tem trabalhado a Campanha de forma diferente. Além das ativações em loja e nos eventos e feiras dos quais tem participado, muitas outras ações estão em curso, com a ideia de envolver a população de todas as cidades.

 

Em Araçatuba-SP, a Campanha está em outdoors e em anúncios nas rádios locais. Uberlândia-MG conseguiu espaço para expor o trator em um shopping da cidade Em Ribeirão Preto, que tem quase 700 mil habitantes, serão várias e contínuas ações, como expor o trator em finais de semana nos parques da cidade e em lojas da rede Savegnago de supermercados. A Coplana, Coopera Agroindustrial, com sede em Guariba-SP e lojas e filiais em cinco cidades, também aderiu à Campanha e vai expor o trator e disponibilizar a rifa para seus cooperados.

 

Cada cupom da rifa custa R$ 50, e dá direito a concorrer com dois números no sorteio que será realizado dia 26 de setembro de 2018, pela Loteria Federal. O objetivo da Campanha é arrecadar R$ 2.5 milhões.

 

Hospital de Amor de Barretos

O Hospital de Amor, nova denominação do Hospital de Câncer de Barretos, completou 55 anos. Nasceu do ideal de um médico, Dr. Paulo Prata, que juntamente com sua esposa, Dra. Scylla Duarte Prata, fundou o Hospital São Judas Tadeu, em Barretos. Um hospital dedicado ao tratamento do câncer, com a proposta de fazer um trabalho totalmente gratuito e humanizado.

 

Em pouco tempo o hospital ficou pequeno. Além disso, o que recebia do Sistema Único de Saúde não era, e continua não sendo suficiente para atender a demanda. Em 1967 foi criada a Fundação Pio XII para tentar viabilizar a construção de um novo espaço. A partir da doação de um terreno começou a construção do novo hospital, hoje referência mundial na pesquisa e tratamento do câncer.

 

Desde 1989 o filho do casal Prata, Henrique, está na presidência da Fundação. Ele e sua equipe criaram o departamento de arrecadação para conseguir apoios, doações e ações que deem visibilidade ao Projeto e ajudem a cobrir o déficit dessa obra filantrópica. É um trabalho sem fim já que o custo mensal do Hospital de Amor é de R$ 35 milhões, mas o SUS cobre R$ 15 milhões.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Entre em contato

Respeitamos sua privacidade e não toleramos spam e nunca venderemos, alugaremos ou forneceremos suas informações.