BLOG

Gerador de energia a diesel é bom ou ruim?

Há muito tempo o ser humano depende da energia elétrica para realizar diversas atividades, muitas delas essenciais no dia a dia. Tal dependência também fez surgir os geradores, que permitem o funcionamento de equipamentos eletrônicos em caso de queda na rede elétrica. Hoje em dia, esses equipamentos são usados em diversas ocasiões, como shows e eventos esportivos, e em diversos locais, como indústrias, shopping centers, frigoríficos e até mesmo residências.

Gerador de energia a diesel é bom ou ruim

Comparando o gerador de energia a diesel com outros combustíveis

O gerador de energia a diesel é um dos mais populares, mas esse tipo é bom ou ruim? Tudo depende da sua necessidade. Outra opção muito conhecida é o gerador a gasolina. Além deles, existe uma versão movida a gás natural, mas ela ainda ocupa uma parcela pequena do mercado. Todas as opções possuem características específicas que ajudam a encontrar o melhor equipamento para cada caso.

Diesel

Uma das principais diferenças do gerador de energia a diesel para os demais é a potência, mas também há vários fatores que devem ser levados em consideração para analisar o custo-benefício. A opção a diesel é indicada para locais que precisam de maior potência e funcionamento contínuo por maior tempo, como indústrias, frigoríficos, hospitais e shopping centers, que teriam prejuízos enormes caso falte energia por um longo período. Tais características fizeram a FPT comercializar mais de 400 mil unidades desde 1989 e continuar desenvolvendo novidades, como os geradores Cursor 16 e Cursor 13.

Gasolina

Já a versão a gasolina é mais recomendada que o gerador de energia a diesel no caso de residências, comércios pequenos ou empresas de médio-porte, pois são menores e têm preço inferior. Além disso, essa opção tem como grande trunfo o fato de ser mais silenciosa (principalmente os modelos com motor de 4 tempos) e emitir menos poluentes. Dessa forma, a gasolina se torna o combustível ideal para quem precisa de um gerador apenas em situações esporádicas e para curtas emergências.

Gás Natural

Pouco utilizado e mais caro, o gerador movido a gás natural emite bem menos gases poluentes. Mas o gás natural não pode ser armazenado, por isso é essencial a ligação direta entre o gerador e uma fonte do combustível, o que pode fazer seu funcionamento ser afetado por eventuais desastres naturais. Além disso, o risco de incêndio é maior quando comparado ao gerador de energia a diesel.

Preço do gerador de energia a diesel

Disponível em vários tamanhos e potências, como as séries S800 e N45, o preço do gerador de energia a diesel varia muito. Porém mais importante do que o valor final é saber o real uso do equipamento. Isso porque o gerador a diesel é mais caro que o gerador a gasolina, por exemplo, mas é uma opção melhor para quem precisa de potência e pretende usar com frequência.

+ LEIA MAIS: Conheça as vantagens em ter um gerador de energia silencioso

O primeiro motivo é o preço do combustível, já que no Brasil o litro da gasolina pode ser até 20% mais caro que o diesel. Além disso, o diesel rende mais, o que faz aumentar a economia a médio ou longo prazo. Outro ponto importante é a robustez da máquina, que pode durar mais tempo, mesmo sendo usada mais vezes e com maior intensidade. Por fim, vale destacar que sua manutenção é mais barata, pois precisa de menos lubrificação e não tem velas ou carburador.

Gerador de Energia FPT aberto

Tudo depende do seu uso. O gerador de energia a diesel, disponível nas versões cabinado e aberto, é mais recomendado para quem vai usá-lo mais vezes e com maior necessidade de energia elétrica, o que faz o maior custo na aquisição ser facilmente compensado pelo passar do tempo. Já o gerador a gasolina é mais adequado para quem precisa apenas se prevenir da falta de energia esporádica e por pouco tempo.

Gerador trifásico

Quem busca um gerador de energia a diesel porque precisa de um equipamento potente e robusto precisa saber as diferenças entre o fornecimento mono, bi ou trifásico.

Monofásico significa que o fornecimento de energia elétrica é feito por apenas dois fios, sendo uma fase e um neutro. Essas redes podem ter no máximo 127 V e só atendem a potência máxima de 8000 watts.

O bifásico é muito comum nas redes de energia elétrica das zonas rurais. Com duas fases e um fio neutro, ela pode ter tensões elétricas de 127 V ou 220 V. Além disso, sua capacidade de abastecimento vai de 12000 watts até 25000 watts.

O mais potente é o trifásico, que tem quatro fios: três fases (internacionalmente conhecidos como A, B e V) e um neutro. Suas tensões também podem ser de 127 V ou 220 V, mas a capacidade é muito maior: de 25000 watts até 75000 watts. Além disso, o torque do motor é constante e sofre com menos vibrações, e o sistema trifásico necessita de menos cobre ou alumínio para gerar a mesma potência de um sistema monofásico.

Manutenção

A manutenção de qualquer equipamento é de suma importância, e no caso do gerador de energia a diesel não é diferente. Além de seguir as instruções do fabricante, é essencial que o equipamento seja instalado em uma área adequada, com boa circulação de ar e afastada da multidão, já que ele emite mais gases poluentes e é mais barulhento. Até mesmo a manutenção, que é feita menos vezes do que no caso da gasolina, precisa ser realizada por profissionais qualificados e que sigam todas as normais de segurança para manuseio do equipamento.

Manutenção do Motor a Diesel

Outro ponto que merece a atenção do proprietário de um gerador de energia a diesel é a qualidade do combustível, pois ela cai com o passar do tempo. Quando armazenado por mais de um mês, ele começa a sofrer danos e, ao se deteriorar, pode afetar componentes de metal do sistema de injeção, causando entupimento dos bicos e prejudicando o funcionamento da bomba injetora, o que pode causar falhas na partida.

Isso acontece porque em 2015, o Ministério de Minas e Energia autorizou o aumento da porcentagem de adição obrigatória de biodiesel ao óleo diesel, que é vendido ao consumidor final e está presente nos postos de combustíveis. Essa mudança faz o diesel ter maior capacidade de absorção de água e maior chance de se formarem microrganismos que reduzem o conteúdo do enxofre. Tal redução diminui consideravelmente a vida útil do combustível dentro do tanque, que costuma ser grande nos geradores de energia a diesel.

+ LEIA MAIS: Tudo que você precisa saber sobre gerador de energia para hospital

Mas atualmente já existem produtos que ajudam a evitar esse tipo de problema e podem fazer a durabilidade do combustível ser maior, sem grandes perdas na sua qualidade.

Usado vale a pena?

Antes de adquirir um gerador de energia a diesel pode surgir a dúvida se um equipamento usado é uma boa opção. Com certeza seu preço final será menor, mas a alternativa pode ser muito perigosa se levado em consideração que o gerador de energia a diesel compensa seu preço de compra pela economia ao longo tempo. Adquirindo um produto de terceiros, ficamos sujeitos a arcar com problemas causados pela falta de manutenção adequada ou uso de combustíveis de má qualidade.

Fale com um consultor

Para adquirir a melhor opção de gerador de energia a diesel ou até mesmo a gasolina, pense em todos os fatores citados nesse artigo e entre em contato com nossa equipe. Avaliando suas necessidades e conversando com um especialista da FPT você certamente encontrará a melhor opção.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Entre em contato

Respeitamos sua privacidade e não toleramos spam e nunca venderemos, alugaremos ou forneceremos suas informações.